Resenha de Filme: The Breakfast Club (O Clube dos Cinco)

18.3.17

Título: The Breakfast Club (O Clube dos Cinco, traduzido)
Direção: John Hughes
Elenco: Ally Sheedy, Anthony Michael Hall, Emilio Estévez, Judd Nelson, Molly Ringwald e mais.
Duração: 97 minutos
Genero: Comédia/ Drama
Ano: 1985
Na rede: Filmow
Classificação: 14 anos.
Minha avaliação do filme: ✩✩✩ - Muito Bom.
Sinopse: Em virtude de terem cometido pequenos delitos, cinco adolescentes são confinados no colégio em um sábado, tendo de escrever uma redação de mil palavras sobre o que eles pensam de si mesmos. Apesar de serem pessoas bem diferentes, enquanto o dia transcorre passam a aceitar uns aos outros e várias confissões são feitas entre eles.




Trailer do Filme:


Recentemente eu e a Joice decidimos assistir O Clube dos Cinco, filme que já estava na nossa lista faz um certo tempo e não nos arrependemos da escolha, valeu muito apena!
Do mesmo diretor de filmes bem conhecidos Gatinhas e Gatões e o aclamado Curtindo a Vida Adoidado, The Breakfast Club - ou Clube dos Cinco, aqui no Brasil- conta a história de cinco jovens que não se conhecem são obrigados a ficar de castigo na escola durante o sábado, todos eles tem seus motivos para estar lá.
Sob a supervisão do diretor e com muitas regras, os cinco jovens além de arrumar alguma forma de fazer o tempo passar (nada alarmante, pra não ter que ficar de castigo no sábado seguinte), também precisam a fazer fazer uma redação de mil palavras explicando quem ele são.
Cada jovem tem uma personalidade diferente e ao decorrer do filme, Allison, Brian, Andy, Bender e Claire contam o motivo por estar ali e até as suas frustrações sobre a vida.

Minha Opinião:

Filme muito bom. Eu achei que ele ia ser bem parado, mas na verdade não é. The Breakfast Club gruda seu olho do início ao final na televisão e quando acaba você fica com gosto de quero mais. Cada um dos jovens protagonistas são de uma tribo diferente: o estudioso, o atleta, a princesa, a rejeitada e o criminoso, inclusive, o filme foi um dos pioneiros em juntar tribos diferentes em uma galera só. É bom ressaltar também que cada um desses jovens tem uma personalidade muito marcante. A fotografia do filme é muito boa e o figurino nem se fala, mesclando a moda dos jovens da época com coisas que se tornaram tendências algum tempo depois (não manjo de moda, mas isso eu pesquisei hahaha), além deter uma trilha sonora extremamente marcante para a época -e até pra atualidade -.
A obra já começa te dando um soco na cara, colocando uma frase do David Bowie na tela: “…E essas crianças em que você cospe, enquanto elas tentam mudar seus mundos, são imunes às suas consultas. Elas sabem muito bem pelo que atravessam…”, e faz a parte da crítica social inclusa no filme. Não sei na época, mas hoje em dia você só vê a pessoa como você quer, exemplo, se você acha a pessoa antipática, você vai ver ela como antipática até mudar seu conceito (e a pessoa pode ser legal com todo mundo, inclusive com você).
O filme é bem mesclado, como é uma comédia/ drama há muitas cenas que façam você dar risada ou achar engraçado, e também há as cenas mais calmas, com mais diálogos e com lágrimas também. Cada um dos personagens são bem explorados, contam sua história e chegam a relatar brevemente seu histórico familiar sem deixar muitas pontas soltas.
Um dos poucos pontos contra no filme, é o fato de uma das personagens (Allison) não ser apresentada, quer dizer, eu particularmente não lembro. Ela tá lá, ninguém sabia o nome dela, mas na cena seguinte todo mundo já sabia sendo que seu nome nem tinha sido mencionado, isso ficou  meio "wat", na minha opinião.

Corre negadaaaa!11!

The Breakfast Club (ou Clube dos Cinco se você preferir), é um filme muito bom que vale a pena ficar 1 hora e meia sentado no sofá assistindo. Você vai se divertir, se emocionar, se identificar com algum personagem e até ficar chocado com a história de cada um dos jovens. Ele está disponível na Netflix, então se você quer um filme curto, antigo e que não precise ficar batendo cabeça pra entender depois, esse aqui é uma boa pedida.

PS: Eu me identifiquei com a Allison, não tem um porque exato, eu só gostei mais dela mesmo.

Abraço pra vocês, até a próxima :)


You Might Also Like

2 Comentários

Comentário(s)
2 Comentário(s)
  1. Guria, eu tentei assistir esses dias, mas quase dormi HAHA acho que o início é mais paradão mesmo, né? Vou tentar dar outra chance pra esse filme!
    Um beijão,
    Gabs do likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O filme é meio paradão, sabe? Mas o legal dele é que passa umas mensagens importantes tipo "união entre geral" hahaha
      quando assistir, conte o que achou :)

      Excluir

• Fique a vontade pra comentar, respondemos e retribuimos assim que pudermos
• Os comentários são moderados para que possamos dar maior atenção a cada um deles

Like us on Facebook