Resenha de filme: Deadpool 2

by - 3.6.18

Título: Deadpool 2
Direção: David Leitch
Elenco: Ryan Reynolds, Josh Brolin, Terry Crews, Morena Baccarin e outros.
Duração: 209 minutos;
Genero: Ação/ Comédia/ Aventura
Ano: Maio 2018;
Na rede: Filmow.
Classificação: 16 anos.
Sinopse: Quando o super soldado Cable (Josh Brolin) chega em uma missão para assassinar o jovem mutante Russel (Julian Dennison), o mercenário Deadpool (Ryan Reynolds) precisa aprender o que é ser herói de verdade para salvá-lo. Para isso, ele recruta seu velho amigo Colossus e forma o novo grupo X-Force, sempre com o apoio do fiel escudeiro Dopinder (Karan Soni).


Trailer:






Na trama de Deadpool 2, devido a algumas situações que acontecem no futuro, o super-soldado do futuro, Cable (Josh Brolin) volta no tempo com a missão de assassinar o jovem Russel (Julian Dansson) e salvar o seu tempo. Porém ele não conta com a presença de Deadpool (Ryan Reynolds) que está determinado a salvar o garoto e com a ajuda do mais novo grupo de super-heróis , a X-Force, fazer o certo mesmo da forma errada, para resolver a coisa toda.

Não vamos entrar em detalhes na “polêmica” que o filme criou ao aumentar sua classificação indicativa no Brasil para +18. Isso fez com que o fim de semana de estreia não fosse tão bom quanto esperavam, já que boa parte dos fãs são adolescentes e pré-adolescentes (não generalizando porque tem muito fã do personagem que já é adulto). Hoje está com a classificação +16, e menor que isso só com a presença dos pais/responsável legal até porque tem bastante palavrão, sangue e violência gosto assim.

Como eu já disse anteriormente, o filme é feito para rir desde o início até os créditos finais, e falando nisso, tem duas cenas pós créditos então fiquem até o final. É meio difícil fazer uma resenha do filme sem dar spoilers, até porque, o final não é tão previsível assim quanto você acha e contem elementos que de certa forma o tornam interessante.

As músicas utilizadas no decorrer do filme até que fazem sentido com a cena em que elas se encontram e os efeitos sonoros tem uma qualidade de mediana para boa, não deixando a desejar. Outro ponto extremamente positivo é que os responsáveis pela dublagem deram um show a parte, utilizando expressões brasileiras, como por exemplo – a minha favorita, “dedo no cu e gritaria”, o que só deixa a cena mais engraçada.

Em contrapartida, um dos pontos fracos do filme é o próprio roteiro. As motivações para tudo acontecer em alguns momentos não são lá aquelas coisas e isso deixa um pouco a desejar. O interessante é que o próprio Deadpool, utilizando momentos da quebra da quarta parede (quando o personagem do filme fala diretamente com quem está assistindo), faz piada com o roteiro ser fraco e até xinga o roteirista. 

Bright, o filme

Outro ponto fraco são justamente os efeitos especiais. Nós sabemos que todo filme de super-herói obviamente tem efeitos que são necessários, e recentemente, vimos Vingadores: Guerra Infinita que deu um show nos efeitos, mas no caso de Deadpool tem hora que é notável a queda de qualidade. Claro que mais uma vez, o personagem principal do filme sai por cima e dá aquela zoadinha básica.

Um outro ponto é que nem todos os personagens tem um bom tempo de filme, a não ser, o personagem principal e seu antagonista Cable. Não é algo que chegue a ser um ponto contra, a partir do momento em que o filme se chama DEADPOOL 2 e não “Colossus e Míssil Adolescente Megasônico", então é mais a questão de percepção mesmo.

Acho que é interessante ressaltar que quase todos os pontos fracos do filme são explorados como piadas por Deadpool e justamente por ser uma sátira de filmes de super-heróis, brinca muito com essa questão do roteiro fraco ou as motivações para as coisas acontecerem serem escassas.

Deadpool 2 está nos cinemas e se depois de ficar triste por tudo que aconteceu no Guerra Infinita e quer dar risadas altas, essa é uma boa escolha. 

Se você leu esse post, também pode gostar

2 Comentários

  1. Genial! Para mim foi a melhor do gênero. Adorei a participação de Josh Brolin, é um ator multifacetado, seu papel de Cable é muito divertido e interessante. O vi também em Homens de Coragem, é muito bom. É interessante ver um filme que está baseado em fatos reais, acho que são as melhores historias, porque não necessita da ficção para fazer uma boa produção. Gostei muito de Homens de Coragem, não conhecia a história e realmente gostei. A história é impactante, sempre falei que a realidade supera a ficção, acho que é um dos melhores filmes de Miles Teller . Super recomendo. É impossível não se deixar levar pelo ritmo da historia, o elenco fez possível a empatia com os seus personagens em cada uma das situações.

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha !
    Confesso que é um filme que não assistiria, ele não me atrai kkk

    www.camilalacerda.com

    ResponderExcluir

• Fique a vontade pra comentar, respondemos e retribuimos assim que pudermos
• Os comentários são moderados para que possamos dar maior atenção a cada um deles

Instagram